quinta-feira, 1 de março de 2012

Brasil lidera o grupo de emissores de normas contábeis de países da América latina(NOTÍCIAS)

O Brasil, por meio do Conselho Federal de Contabilidade, lidera o grupo de emissores de normas contábeis de países da América latina. A eleição ocorreu no dia 28 de junho de 2011, em Buenos Aires, Argentina, durante a Conferência CReCER. O contador Juarez Domingues Carneiro, que foi eleito, por unanimidade, presidente do grupo disse que "o dia histórico foi, sem dúvida, um grande passo dado pela Contabilidade brasileira. Pois, teremos voz perante os outros países", diz Juarez.

O Grupo Latino-Americano de Normatizadores Contábeis (GLASS) sigla em inglês para Group of Latin-American Accounting Standard Setters tem como objetivo trabalhar em parceria com o Iasb em aspectos técnicos, respeitando a soberania nacional de cada país membro; promover a adoção da convergência das normas internacionais emitidas pelo Iasb; cooperar com governos, reguladores e outras organizações regionais, nacionais e internacionais que contribuam para a melhor qualidade financeira dos estados; e colaborar com a difusão das normas emitidas pela Iasb.

Recentemente, o então presidente do Iasb, David Tweedie, Amaro Gomes e autoridades reguladoras do Brasil, Argentina, Chile, Venezuela e México participaram do Seminário Latino-Americano. Na oportunidade, Tweedie ficou impressionado com o trabalho realizado pelos contabilistas brasileiros. "A América do Sul tem um grande potencial e pode contribuir efetivamente com o trabalho que vem sendo realizado pelo Iasb."

Ao ser informado sobre a criação do Glenif, Tweed disse que "os países vizinhos também criarão blocos de trabalho que contribuirão para o desenvolvimento econômico, além de tornar a Contabilidade única no mundo." Para Nelson Carvalho, coordenador de Relações Internacionais do CPC, a liderança do grupo pelo Brasil será de suma importância e "nós temos alguns aspectos de liderança regional e mundial que agora estão aflorando e sendo percebidos internacionalmente. A nossa posição ao liderarmos esse grupo vai ser absolutamente vital para que possamos consolidar a voz da região no diálogo com o Iasb, não mais como um país isolado, mas como um conjunto de países que fala sobre temas comuns".
Acesse o site do Glenif: http://www.glenif.org/
Acesse o site do Glenif em espanhol: http://www.glenif.org/es/

Nenhum comentário:

Postar um comentário